Matéria

  • Home /
  • Copacabana - Um calçadão que é a cara do rio

Copacabana - Um calçadão que é a cara do rio

Copacabana - Um calçadão que é a cara do rio

Quem já visitou a Praça do Rocio, em Lisboa, certamente lembrou-se do calçadão da Praia de Copacabana. A associação é imediata, já que o traçado em pedras portuguesas é o mesmo nos dois lugares. Em Portugal, o desenho simboliza o encontro do Tejo com o oceano, no Rio, representa as ondas do mar.

A ideia de homenagear nossos colonizadores foi do então prefeito Paulo de Frontin, no início do século passado. Foi ele quem escolheu o traçado, conhecido como “Mar Largo”, para ilustrar a calçada da avenida que estava sendo ampliada. Não poderia imaginar que criaria o principal símbolo do bairro e da praia mais famosa do mundo.

O calçadão de Copacabana é um ponto turístico que fica na memória de quem vem ao Rio de Janeiro. É como uma marca registrada, pois trabalha de forma absolutamente harmônica com a praia e a cidade.

Sejam lisas ou formando lindos desenhos, são herança da terrinha, de lá onde estão as nossas raízes lusitanas.

Há muitas vantagens no calçamento de pedras portuguesas. Entre elas, o fato de ser revestimento permeável, qualidade necessária para a absorção parcial das águas de chuva nesse Rio tropical de tantas enchentes e alagamentos, cada vez mais presentes função das mudanças climáticas.

Outro aspecto importante é a facilidade da retirada e colocação para mudanças e consertos na confusa rede de instalações subterrânea. As diferenças de coloração que surgem nos trechos refeitos logo desaparecem com a ação do tempo, garantindo a uniformidade do conjunto das calçadas

Curiosidades sobre o Calçadão de Copacabana
Um dos símbolos mais conhecidos do Rio de Janeiro, tem cerca de 4,15 Km e percorre as praias do Leme e de Copacabana. Possui algumas curiosidades que muitos não sabem sobre ele, conheça algumas:

1. O original fica na Praça do Rocio em Lisboa: O traçado do Calçadão é baseado no da Praça do Rocio em Lisboa, representando o encontro das águas doces do Tejo com o Oceano Atlântico. Na Praça tem uma estátua de D. Pedro IV, digo, D. Pedro I.

2. Foi construído pelo Prefeito Pereira Passos em 1906: As ondas eram perpendiculares ao comprimento da calçada. Somente com a reforma da década de 70 é que ganharam o sentido atual, paralelo à calçada.

3. As pedras foram importadas de Portugal: Foram usadas calcita branca e basalto negro importados de Portugal, também de lá veio um grupo de calceteiros (profissional utilizado até hoje para manutenção das calçadas com pedras portuguesas).

4. O estilo curvilíneo atual é de 1970: O estilo curvilíneo do calçadão atual só foi delineado a partir de 1970 com o aumento da faixa de areia e o alargamento das pistas da orla e com o trabalho de Burle Marx. Ele manteve o desenho original, mas aumentou as curvas.

5. Em Tocantins também há uma ao Calçadão de Copacabana: É um monumento da Cidade de Palmas, capital do Tocantins, em homenagem aos 18 do Forte.

Tags: Serviço


Adicionar comentário